Betinho Rosado é condenado por espalhar fake news

Imagem: Reprodução

O ex-deputado federal Betinho Rosado foi condenado a se retratar e pagar multa de R$ 1,5 mil a Gleisi Hoffmann por ter espalhado notícia falsa sobre a parlamentar e associá-la a Adélio Bispo, autor da facada em Bolsonaro (sem partido), na época da campanha para a presidência da República, em 2018.

Na ação, Gleisi, que além de deputada federal é a presidente nacional do PT, alegou que Betinho causou dano à sua honra ao insinuar uma suposta amizade entre ela e Adélio, através de uma imagem enviada por grupo de WhatsApp. Pela sentença, o juiz André Gomes Alves, do 3º juizado cível de Brasília, entendeu que o ex-deputado “agiu com imprudência ao replicar informação inverídica, pois dispunha de meios para averiguar a veracidade do fato antes de divulgá-lo em um ambiente coletivo de comunicação eletrônica”.

Além de espalhar a notícia falsa, Betinho Rosado, que não pôde se candidatar nas eleições por ter sido barrado pela Lei da Ficha Limpa em 2015, também utilizou um telefone celular pago pela Câmara Federal, mesmo sem exercer mandato parlamentar desde 2015. A linha 61 9629-2853, utilizada por ele, estava vinculada ao gabinete do deputado Beto Rosado, seu filho.

Da Agência Saiba Mais