Coronavírus: possível nova variante é encontrada no RN

Imagem: Ricardo Wolffenbuttel

Além das duas novas cepas já encontradas no Amazonas e no Rio de Janeiro, um grupo de cientistas publicou artigo científico neste dia 12 indicando possível nova cepa tendo como origem a capital do Rio Grande do Norte, Natal.

O trabalho foi organizado pelo Laboratório de Bioinformática (Labinfo) do LNCC, e também participaram quatro universidade públicas: Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) e Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Ao todo, 22 pesquisadores assinam a publicação, que foi submetida a um periódico científico ao mesmo tempo em que os sequenciamentos foram depositados em uma base de dados públicos internacionais (Gisaid).

“Essas mutações não interferem na vacina, mas demonstram que o vírus está mudando o tempo inteiro, e quanto mais as pessoas estiverem na rua sem máscara e sem medidas de proteção individual, mais o vírus vai mudar e mais variantes vão surgir. É mais uma demonstração de que o vírus está circulando livremente”, diz Ana Tereza Vasconcelos, coordenadora do Labinfo.

De acordo com a cientista, as amostras em que a mutação foi encontrada são de Natal, no Rio Grande do Norte, e do interior da Bahia. Novos estudos serão feitos ao redor do mundo pela comunidade científica internacional.