CPI Covid: ex-Ministros da Saúde começam a depor

Fotomontagem: Reprodução

Com plano de trabalho definido, a comissão parlamentar de inquérito (CPI) criada para apurar as ações e omissões do governo federal no enfrentamento à pandemia do covid-19 começa a ouvir depoimentos de ex-ministros da saúde do governo Bolsonaro.

Na última terça-feira (4) foram ouvidos Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich.

Ainda serão ouvidos pela CPI no Senado os ex-ministros Eduardo Pazzuello, o atual ministro Marcelo Queiroga e o diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres.

A convocação dos ministros atende uma série de requerimentos aprovados na semana passada. O relator, Renan Calheiros (MDB-AL), o vice-presidente do colegiado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) são autores dos pedidos. De acordo com eles, os depoimentos dos ex-ministros devem ajudar a esclarecer se o Brasil poderia ter tomado outro rumo no enfrentamento a pandemia e freado o número de mortes.