Emenda de Beto Rosado estava destinada para pavimentar rua já pavimentada, revela secretário

Imagem: Reprodução

Em entrevista concedida hoje pela manhã ao programa Cidade em Debate, na Rádio Difusora, o secretário municipal de Infraestrutura, Meio Ambiente, Urbanismo e Serviços Urbanos, Breno Queiroga, revelou algo grave: emendas direcionadas pelo deputado federal Beto Rosado (PP) para o município de Mossoró serviria para pavimentar outra vez a mesma rua já pavimentada.

“Passando aqui para falar sobre as obras de pavimentação das emendas de 2020. São quatro emendas, quatro obras, três dessas obras tiveram solicitação publicada no finalzinho de 2020, na calada da noite lá, de 2020, e uma delas estava com projeto para ser aprovado na Caixa Econômica. Importante deixar claro o nível de amadorismo e de irresponsabilidade com que a gestão anterior tratou esses contratos.” afirmou Breno, informando ter toda a documentação que para comprovar.

Somente após uma fiscalização interna foi possível detectar o problema. “Para vocês terem uma ideia foi publicada uma licitação que tinha sequer o edital. Se o concorrente, se a pessoa que queria concorrer entrasse no site da prefeitura para baixar o edital não estava lá. E nós procuramos também a pasta física e dentro da pasta física também não tinha o edital. A pasta física tinha diversos vícios, diversas falhas”, revelou o secretário.

OUTRO LADO
O secretário parlamentar do deputado Beto Rosado, Alexandre Rêgo, disse, em um grupo de Whatsapp, que “o deputado Beto Rosado enviou R$ 28 milhões em emendas para Pavimentação a Paralelepípedo e uma parte destes recursos foi direcionado para as 14 ruas contempladas no projeto Participa Mossoró.

Com o restante dos recursos a Prefeitura de Mossoró selecionou mais 80 ruas para serem pavimentadas. Destas 94 ruas no total, 57 ruas já estão aprovadas na CEF e elas nunca foram Pavimentadas, com verificação in loco da equipe do Deputado Beto Rosado, inclusive registro fotográfico de todas.

Na CEF ainda consta para aprovação uma emenda no valor de R$ 9.575.000,00, onde no dia 02/02/2020 foi emitido um relatório pela área técnica da CEF solicitando complementação da documentação. E até agora não teve resposta da área técnica da prefeitura de Mossoró”.

Do Toda Informação