Femurn sugere lei seca ao invés de lockdown aos domingos

A Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (Femurn) sugeriu que o Governo do Estado reavalie, no decreto, a determinação de “lockdown” aos domingos.

Como alternativa, a entidade sugere que sejam intensificadas as fiscalizações com base na lei seca. O objetivo da Femurn é que, com isso, as atividades econômicas não sejam tão penalizadas.

Confira nota:

“A FEMURN reconhece o momento grave que vive o Rio Grande do Norte diante do agravamento da pandemia do COVID-19 e a necessidade da adoção de medidas de distanciamento social, entretanto, sugere ao Governo do Estado que reavalie o “toque de recolher” decretado para domingo. Além de ter já previsto várias exceções que comprometem a eficácia da medida, o maior objetivo é desestimular o consumo da bebida alcoólica e, consequentemente, aglomeração em bares ou festas privadas, algo possível de ser alcançado – nos próximos dois domingos – através da edição da “lei seca”, algo que ocorre nos períodos eleitorais com boa adesão da população. Assim sendo, em atenção às atividades econômicas que ocorrem no final de semana e atentos aos protocolos de higiene, máscara e distanciamento social, a FEMURN submete ao Governo do Estado a sugestão de reexame da medida anunciada quanto ao “toque de recolher integral” no domingo.”