Fez um Pix para a pessoa errada? Veja o que fazer

Imagem: Marcello Casal Jr.

O Pix, meio de pagamentos e transferências criado pelo Banco Central, é hoje um dos principais meios utilizados pelos brasileiros, principalmente por sua praticidade em ser realizado a qualquer dia e horário, bem como a rapidez do serviço pois em poucos segundos o recurso é entregue à pessoa indicada. Justamente por isso não dá para cancelar a operação depois que você apertou o botão para transferir.

No entanto, apesar da facilidade, é muito fácil acontecer algum erro de digitação e o dinheiro cair na conta da pessoa errada. Para evitar, deve-se analisar atentamente os dados da conta da pessoa que você pretende enviar o dinheiro e checar se o nome e os dados bancários correspondem.

O Banco Central orienta negociar com o recebedor e solicitar a devolução do valor. Caso não seja solucionado, você pode acionar a sua instituição financeira e certificar se é possível a instituição fazer alguma coisa.

Caso não tenha êxito, a alternativa é registrar um boletim de ocorrência e solicitar auxílio de um advogado.