Governo avalia trocar doses da Pfizer por Coronavac para segunda dose em atraso

Imagem: Reprodução

Com o déficit de Coronavac para aplicar como segunda dose (D2), o governo do RN, através da Secretaria de Saúde Pública (Sesap), avalia a possibilidade de substituir o lote da vacina Pfizer, que está prevista para chegar na próxima semana, por doses da CoronaVac para aplicação da segunda dose em idosos e profissionais da Segurança Pública.

Segundo a pasta, essa proposta já foi pactuada na Câmara Técnica e será encaminhado ofício ao Ministério da Saúde pedindo a substituição. Caso o pedido não seja acatado, a Sesap pretende distribuir as 18.720 doses da Pfizer esperadas para a próxima aos municípios da Região Metropolitana de Natal, a partir da pactuação e que consigam garantir a temperatura ideal para a conservação das doses.

A coordenadora de Vigilância em Saúde da Sesap, Kelly Lima, disse que, enquanto isso, as vacinas da CoronaVac que chegaram neste sábado foram distribuídas proporcionalmente entre os municípios unicamente para a aplicação da D2. “Os municípios maiores tem esse déficit de D2 de forma mais robusta, por isso o quantitativo é maior e os menores ou não têm déficit ou o número é pequeno”, explicou.