Mães das UEIs Izabel Macedo e Maria das Dores rebatem críticas sobre falta de estrutura

Imagem: Reprodução

Recentemente circularam pelas redes sociais supostas denúncias de pais de estudantes da Unidades de Educação Infantil de Mossoró, Izabel Macedo Barreto e Maria das Dores Almeida Barreto que tiveram suas estruturas realocadas em novo prédio pela Secretaria de Educação do município, neste ano de 2020. O objetivo da mudança foi oferecer melhor estrutura e qualidade para receber as crianças da volta às aulas, após quase dois anos sem ensino presencial, em virtude da pandemia da covid-19.

Ao tomarem conhecimento sobre estas informações, mães de alunos das duas unidades se manifestaram, a fim de desmentir o fato e dar um depoimento sobre as novas condições de ensino.

Uma delas, a secretária Luciana Rodrigues, mãe de Sarah Receba, de 3 anos, que estuda da Izabel Macedo, afirmou falar sobre falta de estrutura, quando está claro que as crianças foram colocadas em um prédio maravilhoso.

“Eu tenho a felicidade de deixar minha filha em uma escola estruturada, porque saiu uma fake news dizendo que não era, isso é mentira. A escola tem um ambiente maravilhoso, casa escola tem o seu banheiro limpo, tem o seu gelágua, tem uma central, as professoras excelentes, a diretora também, então eu só tenho a agradecer a secretaria e ao prefeito. Não sou lado A e nem lado B de política, mas a verdade tem que ser dita”, diz.

“Pra você tem uma ideia, a parte da escola que era uma areazinha de lazer para as crianças,para recreação, essas coisas, já não existia mais, porque a dona do prédio havia feito casas para alugar. Então quer dizer, diminui a escola, onde as crianças teriam espaço para brincar, espaço para se divertir e reforma que era bom, nunca teve, porque do mesmo jeito que era, tava lá o prédio. Então esse prédio novo foi uma ótima ideia, com ótima estrutura para as crianças”, conta.

Sarah Reijane, mãe de Benjamim Édno, de 2 anos e 10 meses, conta que o retorno na UEI Izabel Macedo foi muito organizado.

“Meu filho é um menino que fala tudo, ele entende tudo, então ele dizia ‘mamãe, eu quero ir pra icola’ e quando chegou na escola, ele se encantou. Muita crianças chorando e ele dando ‘tchau, mamãe’. Então isso foi muito interessante, a escola muito organizada, a direção tá de parabéns, as professoras, o porteiro, todo com muita educação e gentileza para receber o seu filho e você saber que você vai deixar ele ali e vai ficar bem cuidado. Elas também mandam fotos, a salinha muito organizada”, diz.

Ela reforçou que a informação sobre a falta de estrutura é falsa, visto que basta uma visita ao prédio antigo e o novo para verificar que é uma realidade totalmente diferente.

Do Mossoró Hoje