Morte de militar expõe falta de estrutura na segurança, afirma Cabo Tony

Imagem: Reprodução

A morte do sargento Antônio Omelton Fernandes, da Polícia Militar, expôs uma série de deficiências na segurança pública do Rio Grande do Norte. A afirmação é do vereador Cabo Tony Fernandes (Solidariedade), que participou de toda a operação na procura do militar a partir do domingo, quando se registrou o seu desaparecimento no momento em que retornava para casa, após sair do serviço.

“Esse é um assunto triste para a cidade de Mossoró, o Rio Grande do Norte e a classe de policiais militares. Estamos falando de um bom policial, honesto, profissional exemplar que merece o respeito dessa casa, da PM e da sociedade que, infelizmente, foi pego pelos bandidos ao sair do trabalho”, lembrou. De acordo com o Cabo Tony, a busca iniciada no domingo e concluída na terça-feira contou com a presença de todas as forças de segurança, e agora segue o trabalho com investigação para pegar e prender os bandidos.

O vereador ainda relatou sobre a falta de estrutura da polícia militar no Rio Grande do Norte. “Na área de busca do final e início de semana, em torno de 30 a 40 quilômetros, inclusive com mata fechada, foi preciso recorrer aos drones de amigos, pois não tínhamos um helicóptero à disposição”, lamentou.