Mossoró solicita doses da Coronavac que estão em estoque ao Estado

Imagem: Reprodução

A Prefeitura de Mossoró solicitou ao Governo do Rio Grande do Norte doses extras para continuidade da vacinação contra a Covid-19, com Coronavac, tendo em vista a escassez do imunizante no Brasil, decorrente do atraso na importação de insumo da China. Pedido igual foi feito pela Prefeitura de Natal, que conseguiu com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (SESAP/RN) repasse de 2.800 doses extras, da chamada reserva técnica do Estado.

Segundo a secretária de saúde Morgana Dantas, a preocupação com a possibilidade de faltar vacina do Butantan em Mossoró precisa ser levada em consideração pela Sesap, uma vez que esse é um problema nacional e ocorre porque o laboratório fabricante parou a produção por falta de insumo. Os insumos chegaram com 10 dias de atraso.

MENOS DOSES

A secretária ressalta outro problema, que também afetou as reservas da Coronavac em Mossoró. Trata-se de ampolas com 9 doses ou até menos, quando deveriam possuir 10 doses.

“Este problema sério foi relatado por cidades e estados de todo o Brasil. Nós não tínhamos as 10 doses nas ampolas da Coronavac, mas, para fins de registro, as dez doses estavam lá presentes como doses perdidas, quando na verdade elas nem existiam. Isso obrigou até uma alteração na ferramenta do RN Mais Vacina”, explica.

NOVA REMESSA

Na sexta-feira (23), o Rio Grande do Norte recebeu do Ministério da Saúde nova remessa de vacinas contra a Covid-19, em quantidade menor que a de remesses anteriores, apenas 51.400 doses. Destas, apenas 10.400 doses são da Coronavac/Butantan. As doses de Mossoró só chegarão por volta das 11h00 de hoje (24), segundo estimativa do estado e a entrega ao município pode ocorrer somente no domingo.