Raio X da UPA do Belo Horizonte volta a funcionar após cinco anos

Imagem: Célio Duarte

Um serviço essencial em unidades de saúde que atuam no atendimento de urgências e emergências médicas que estava paralisado em Mossoró voltou a funcionar hoje (15) na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Belo Horizonte. A unidade retomou os atendimentos do setor que estavam paralisados há cinco anos.

A retomada do serviço foi possível após a aquisição do equipamento de Raio X, pela Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Segundo o diretor da UPA do Belo Horizonte, João Andrade, o serviço é de grande importância na unidade e a falta dele tornava o atendimento ineficiente e gerava muita reclamação. “Principalmente durante esse período de pandemia, o serviço de Raio X se tornou muito requisitado, a falta do equipamento gerou muitas reclamações por parte da população. Porém, hoje já foi feito um atendimento a uma idosa que teve fratura no braço. Ela fez o Raio X e saiu satisfeita com o atendimento”, declarou o diretor da UPA.

Para o prefeito Allyson Bezerra, que foi pessoalmente à UPA do Belo Horizonte ver o reinício do serviço, esse é mais um compromisso cumprido com a população de Mossoró. O prefeito destacou que reconhece a importância de garantir serviços de saúde de qualidade à população. “A retomada do atendimento no setor de Raio X aqui na UPA do Belo Horizonte põe fim a uma espera de cinco anos da população e vamos continuar levando meios de garantir serviços de saúde de qualidade para os mossoroenses, porque sabemos da importância que é ter à disposição saúde de qualidade, por isso vamos continuar trabalhando para garantir melhorias na área da saúde em nossa cidade”, ressaltou.

Para a secretária de Saúde, Morgana Dantas, a população do bairro Belo Horizonte e áreas vizinhas passam a contar a partir de hoje com um serviço essencial que vai agilizar os atendimentos na unidade. “A aquisição do equipamento de Raio X pela Prefeitura de Mossoró garante um serviço importante para a população, porque agora os exames serão feitos aqui na unidade proporcionando mais agilidade e vai impedir que os pacientes precisem se deslocar a outras unidades em busca do serviço”, reforçou Morgana.