UERN conquista sua primeira patente

Foto: Reprodução

A Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) conquistou a sua primeira patente. O Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) concedeu a outorga aos seus titulares da propriedade de invenção do “Processo de Obtenção de Niobiosilicatos (Nbs-15) Nanoporosos com ajuste de PH via solução de HCl/KCl”.

Os autores da ideia patenteada são os professores doutores: Anne Gabriella Dias Santos e Luiz Di Souza (In Memorian), da Uern; e Antônio Souza de Araújo e Valter José Fernandes Júnior, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). O pedido de patente foi depositado em outubro de 2014.

A patente refere-se a um processo de obtenção de nanomateriais contendo sílica e nióbio, dois compostos químicos. A aplicabilidade é bem ampla porque pode ser utilizado para a produção de biocombustíveis, bioaditivos, até outros processos voltados à questão de tratamento de efluentes.