Ufersa mantém conceito 4 na avaliação dos cursos de graduação

Imagem: Eduardo Mendonça

Na última sexta-feira, 23, o Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) divulgaram os resultados do Índice Geral, o IGC 2019. No caso da Universidade Federal Rural do Semi-Árido, a universidade manteve, nos resultados de 2019, o mesmo conceito do anterior, IGC faixa igual a 4, apesar de ter aumentado o IGC contínuo de 3,2991 para 3,3077.

O IGC é o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição, um cálculo que leva em consideração vários aspectos como o resultado do Enade, qualificação dos docentes e a distribuição dos estudantes entre as etapas de ensino superior.

“Apesar de valorizarmos a importância da manutenção do conceito temos consciência de que precisamos trabalhar muito para avançar na qualidade do ensino superior na nossa instituição e, por consequência, mudarmos da faixa 4 para a 5. Vamos buscar a todo o momento a excelência”, afirma o pró-reitor de graduação da Ufersa, Sueldes Araújo.

Assecom/Ufersa