Vereador nega que tenha publicado desinformação

O vereador Francisco Carlos (PP) negou que tenha publicado fake news nas redes sociais, embora o Diário de Mossoró tenha mostrado os documentos que provam que Mossoró está sim inscrita no consórcio para compra de vacinas.

Veja nota de esclarecimento enviada pela assessoria do vereador:

A assessoria de comunicação do Professor Francisco Carlos repudia matéria do Diário de Mossoró que afirma que o vereador divulgou fake news sobre a adesão de Mossoró ao consórcio de vacinas da Frente Nacional dos Prefeitos.

Os dados que nós divulgamos são oficiais da FNP, publicizados pela própria instituição, e lá não consta o nome de Mossoró. O prazo máximo para manifestação de interesse de adesão ao consórcio era às 12h de hoje (05/03/2021) e até antes desse horário a Prefeitura não mencionou em nenhum de seus canais oficias que teria aderido, muito menos nas redes do prefeito Allysson Bezerra.

Após às 12h de hoje a FNP posta a lista final dos municípios que optaram por fazer parte do consórcio e Mossoró ficou de fora. Qualquer mossoroense pode conferir esse dado no site da frente (multimidia.fnp.org.br/biblioteca/documentos).

O mandato do Professor Francisco Carlos estranha a postura da Prefeitura de Mossoró de divulgar que aderiu ao consórcio apenas na noite de hoje, mesmo sem estar na lista oficial da FNP, quando teve mais de uma semana com tempo disponível para se cadastrar.

O Professor Francisco Carlos é comprometido com a verdade e interesse público. Mantém um mandato democrático, participativo e jamais publicaria uma fake news sobre tema relacionado a vacinação da covid-19.