Vereadora do PT questiona decisão do Conselho Municipal de Educação

Imagem: Edilberto Barros

A vereadora Marleide Cunha, do PT, utilizou seu perfil no Twitter para questionar uma decisão tomada à unanimidade pelos membros do Conselho Municipal de Educação (CME) de Mossoró. O órgão colegiado aprovou nesta quinta-feira, 16, o calendário letivo da rede municipal de ensino para o ano de 2022, com o recesso anual de duas semanas garantido.

Marleide, que é membro do Conselho Municipal de Educação, optou por não participar da reunião que aprovou o calendário. Sequer apresentou qualquer justificativa para ausência na reunião, realizada em formato virtual. Talvez porque estivesse “festejando” o seu primeiro ano de mandato na Câmara, como denunciam suas redes sociais.

A vereadora petista acusa o prefeito de autoritarismo e desconhecimento das leis. É uma piada. É a parlamentar que parece desconhecer que gestor nenhum define aprovação ou desaprovação de calendário escolar pelo Conselho Municipal. O órgão colegiado é formado por diferentes representações, entre elas a do Poder Legislativo.

Marleide, vamos produzir mais, inclusive participando das reuniões do CME. Fica a dica.

Do Blog Ismael Sousa